Ibipitanga Alerta

IBIPITANGA ALERTA

IBIPITANGA ALERTA

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Brasileiros na Flórida se preparam para encarar primeiro furacão

Empresário Renato Mendonça protege sua loja com tapumes temendo efeitos do furação (Foto: Arquivo pessoal/BBC)

Conforme o furacão Matthew atravessa o Caribe e se aproxima da costa dos Estados Unidos, muitos brasileiros que moram na Flórida se preparam para encarar uma tempestade dessa magnitude pela primeira vez.
"Quase todo brasileiro que mora em Miami está aguardando um furacão desde que se mudou para cá", diz à BBC Brasil o empresário Renato Mendonça, que vive na cidade americana há três anos com a esposa e três filhos.
Desde que se formou no fim de setembro perto da fronteira entre a Colômbia e a Venezuela, o Matthew já provocou ao menos 25 mortes. O maior estrago até agora ocorreu no Haiti, onde causou a maior catástrofe desde o terremoto de 2010. Segundo a ONU, ao menos 21 pessoas morreram no país, e 350 mil estão desalojadas. Também foram registradas quatro mortes na República Dominicana.
Espera-se que o Matthew atinja a Flórida a partir da manhã de sexta-feira.
O último grande furacão a atingir Miami, o Andrew, ocorreu em agosto de 1992, antes da chegada de boa parte dos imigrantes brasileiros à cidade.
Como diz morar num apartamento "à prova de furacões", com vidros blindados, Mendonça diz que sua preocupação maior ao longo do dia foi proteger as três lojas que administra com a esposa em Miami. Ele cobriu com tapumes as fachadas dos estabelecimentos e tirou do chão os equipamentos elétricos, caso entre água.
O empresário diz que muitos comerciantes vizinhos - na maioria americanos - ainda estão céticos quanto à chegada do furacão e não tomaram qualquer providência.

"Parece que nós (brasileiros) estamos dando uma importância maior."
A administradora Robera Milazzo colocou a moto da família na sala para evitar estragos (Foto: Arquivo pessoal/BBC)

GOVERNO DA BAHIA

GOVERNO DA BAHIA