Ibipitanga Alerta: SP: Doze PMs são presos por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas

IBIPITANGA ALERTA

IBIPITANGA ALERTA

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

SP: Doze PMs são presos por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas

SP: Doze PMs são presos por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas


Doze policiais militares de um mesmo batalhão da Zona Sul de São Paulo foram presos por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas na região. A prisão preventiva dos agentes ocorreu no último dia 9.
Todos os policiais suspeitos estão no presídio Romão Gomes, da Polícia Militar (PM), na Zona Norte da capital. O advogado dos suspeitos afirmou nesta terça-feira (14) ao G1 que os agentes são inocentes até que se prove o contrário.
Dois desses policiais, que são soldados, já estavam detidos temporariamente desde o dia 30 de janeiro após terem sido pegos em flagrante pela Corregedoria da PM transportando drogas dentro de uma viatura. Eles estavam com duas malas cheias de entorpecentes, conforme a reportagem publicou no início deste mês.
Com a prisão desses dois agentes e informações obtidas a partir de ligações telefônicas interceptadas com autorização judicial, ocorreram mais dez prisões de policiais, além do cumprimento de mandados de busca e apreensão contra eles.
Os dois soldados detidos tiveram a prisão temporária convertida em preventiva e os demais já foram presos preventivamente, ou seja, até um eventual julgamento.
Segundo a Ouvidoria da Polícia, os 12 policiais presos são de um mesmo pelotão da 3ª Companhia do 50º Batalhão da PM, que fica na região do Grajaú. Além de soldados, cabos e um sargento estão detidos. Suas armas foram apreendidas. "É lamentável que policiais fardados que deveriam combater o crime se juntem à bandidagem durante seu trabalho”, disse o ouvidor Julio Cesar Neves.
Procurado para comentar o assunto, o advogado João Carlos Campanini, que disse defender os agentes presos, afirmou ao G1 que só teve acesso ao processo da prisão dos policiais pegos com drogas, e que ainda precisaria saber o teor exato das acusações contra os demais para poder se pronunciar.
“A defesa acredita que essa droga foi forjada na viatura deles”, disse Campanini sobre o fato de a Corregedoria ter encontrado 980 pedras de crack, 880 porções de maconha e 2.645 invólucros plásticos com cocaína no carro policial onde os dois soldados estavam. “Quanto aos outros dez policiais, só vou me manifestar após me inteirar exatamente do que eles estão sendo acusados”, completou o advogado.
Do G1

GOVERNO DA BAHIA

GOVERNO DA BAHIA